Um pedaço da história do Brasil

A Região do Vale do Café localiza-se no Centro Sul do estado, no limite com Minas Gerais e São Paulo, e conta com uma malha rodoviária que permite sua ligação com os grandes centros do Estado do Rio de Janeiro e os estados vizinhos.

A Serra do Mar e os planaltos da Mantiqueira exibem paisagem de serras cortadas por inúmeros rios e cachoeiras, na maioria de seus municípios, oferecendo grandes possibilidades para o turismo de lazer e veraneio. O clima agradável da região a torna uma das preferidas para colônias de férias, descanso e retiro espiritual, a exemplo de Mendes e Miguel Pereira, classificada como quarto melhor clima do mundo, atestado pela Unesco.

A região guarda ainda importantes construções históricas de grande valor cultural, histórico e artístico, remanescentes do ciclo cafeeiro do século XIX, tais como as chamadas “Fazendas do Vale do Café” e seus palácios, sedes dos principais centros produtivos da economia brasileira e residências da aristocracia da época, que ainda reúnem o que havia de mais requintado na arte de viver.

A região era propícia para a cafeicultura por suas condições climáticas, além de uma ótima geografia para plantio. O ciclo do café exerceu uma influência enorme para o desenvolvimento da região no período, com a construção de ferrovias, instalação de iluminação pública, construção de prédios históricos e outros investimentos em infraestrutura. Essas riquezas históricas tornaram a região um importante destino turístico, surpreendendo cada visitante com fragmentos do tempo e testemunhos da história.

Porém a relevância dessa região não se limita às fazendas do Vale do Paraíba. Em diversos municípios da região, a prática de esportes radicais e roteiros de turismo ecológico são outras opções. Há muitas alternativas, como canoagem, rafting, trilhas e caminhadas ecológicas, motocross, montanhismo, voo livre, rapel e parapente.

O segmento do turismo rural conta com forte tradição na região, seja através dos rodeios ou de eventos ligados à agricultura local, como a Festa do Tomate em Paty do Alferes.

A presença de um parque industrial, concentrado ao longo da Rodovia Presidente Dutra, onde se localizam diversas empresas nacionais e multinacionais de grande porte, atrai para a região expressivos fluxos de visitantes brasileiros e estrangeiros, o que possibilita a conciliação do turismo aos negócios.