Centros Especializados

A rede pública do estado conta com 21.578 unidades de saúde, entre hospitais gerais e especializados, policlínicas, consultórios, prontos socorros especializados e postos de saúde. Dentre os aspectos que contribuem para a expansão do setor de saúde no Rio de Janeiro, pode-se citar o aumento da expectativa de vida e o desenvolvimento de novas tecnologias voltadas para atendimento, diagnóstico e terapêutico; o uso da robótica para processar cirurgias com precisão; a convergência entre atendimento hospitalar e a excelência do ensino e pesquisa; a criação de novos exames para detecção de doenças, consolidando o conceito de medicina preventiva; e o constante desenvolvimento de novos medicamentos, gerando demanda de pesquisa clínica para a sua aprovação.

O Rio de Janeiro se sobressaí na área da medicina de excelência, sendo referência em várias especialidades e segmentos, bem como nos procedimentos de reabilitação e check-ups. Na área da ciência e tecnologia em saúde, com destaque para a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), instituição de pesquisa e desenvolvimento em ciências biológicas, considerada um dos principais centros mundiais de pesquisa em saúde pública. Dentre os projetos realizados pela Fiocruz citam-se as pesquisas e desenvolvimento tecnológico que produzem conhecimentos para o controle de doenças como a Aids, malária, doença de Chagas, tuberculose, meningites, hepatites, além de outros temas ligados à saúde pública.